sexta-feira, 8 de agosto de 2008

08/08/2008 - Cavo Artemidi


Saímos do Pota da Barra as 7:30h em direção ao Cavo Artemidi, no Porto ainda a visibilidade estava excepcional, maravilhosa mesmo ... o dia começava com sol e a maré hoje é morta ... porém a caminho do Cavo, ao passar o Farol da Barra notamos que a água n estava tão limpa assim em mar aberto, mas também não parecia estar muito suja, devia ser devido a levadia que estava alta ... rápido chegamos no Artemidi e umas 8:30h já estávamos na água ... na descida parecia realmente que a água estaria suja mas ao atingir o naufrágio percebemos que logo abaixo de nós a água estava mais limpa.

Começamoso mergulho descendo a bombordo em direção ao fundo e de lá para o eixo ... já deve ter um ano que tive no Cavo pela ultima vez e desta vez o eixo já estava parcialmente coberto pela areia, não me lembro de ter visto assim da ultima vez!! Bom a gente deu a volta no eixo e retorno por boreste até o primeiro porão,por onde subimos novamente até onde um dia tinha um banheiro, mas hoje já desabada esta parte do casario não dá nem para ter noção de onde ficava esse banheiro ... a esta altura já tínhamos uns 20 minutos de fundo e um dos mergulhadores (Matt) já estava nos 50Bar, então o Daniel (Dive Bahia) como instrutor desta operação teve qu e subir com o mergulhador e eu permanecia mais alguns minutos lá em baixo com o outro Daniel (Accioly) que é mergulhador TEC 1 e fizemos então uma penetração leve no casario (Foto 7), onde ví alguns pratos (porcelana) do navio (Foto 8), e às 9:20h já estávamos subindo a bordo da lancha. O tempo exato de fundo foi de 35 minutos a uma profundidade máxima de 27.7m.

Da fauna destaco apenas a grande quantidade de budiões (Sparisoma frondosum) de tamanho rasoável, vi inclusive um terminal, vi também um budião-papagaio (Sparisoma amplum) graúdo, terminal, lindão, muitas salemas (Anisotremus virginicus e A.surinamensis), muitos Haemulon aurolineatum, alguns ciliares (Holacatnhus cliliares), alguns tricolor (Holacanthus tricilor), alguns parús enormes (Pomacanthus paru) (Foto 6), algumas garoupas-gato (Epinephelus adscensionis) (Foto 1), jabús (Cephalopholis fulva), maria-pretas (Stegastes fuscus), donzelas (Stegastes cf. variabilis), sargentinhos (Abudefduf saxatilis), cromis (Chromis sp.), budiõezinhos (Halichoeres spp.), rufus a rodo (Bodianus rufus) (Foto 5), peixes-morcego (Ogcocephalus vespertilio), peixes-pedra (Scorpaena sp.), peixes-borboleta (Chaetodon striatus), barbeiros (Acanthurus spp.) (Foto 4), entre outros ... ah, e sem me esquecer dos parrudos Paranthias sp. (Foto 2) ... estavam realmente parrudos hoje ...

Não vi nenhum dos grandes peixes de passagem que pelo menos eram relativamente comuns no Cavo como as sororocas (Scomberomorus spp.), cavalas (Scomberomorus cavalla), bonitos (Euthynnus alletteratus), bicudas (Sphyraena spp.), entre outros ...

Estavam comigo neste mergulho o Daniel (Dive Bahia), o Daniel Accioly e o Matt.








2 comentários:

MOZART disse...

meu, como é teu nome! tudo isso é muito legal!
poxa...
sou teu fã...

Pivni disse...

Hola Mozart, vejo que esta lendo todo o Blog, que bom que está gostando ... me chamo Rodrigo.
Abraços